Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 722
    [i_conteudo] => 722
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2019-03-04
    [dt_conteudo] => 2019-03-04
    [4] => Estado pode criar política para o setor carbonífero
    [titulo] => Estado pode criar política para o setor carbonífero
    [5] => Sul Notícias
    [autor] => Sul Notícias
    [6] => O Governo de Santa Catarina estuda criar um conselho executivo para debater a questão energética
    [resumo] => O Governo de Santa Catarina estuda criar um conselho executivo para debater a questão energética
    [7] => 

O Governo de Santa Catarina estuda criar um conselho executivo para debater a questão energética. A novidade foi anunciada pelo governador Carlos Moisés após uma audiência com representantes da indústria carbonífera do Sul do Estado. A criação do grupo pode ser incluída no projeto de reforma administrativa a ser enviado à Assembleia Legislativa. Segundo o governador, a iniciativa é necessária para manter o setor na pauta governamental.
“Entendemos que é preciso estabelecer políticas públicas para o setor carbonífero, mas não só para ele e, sim, para todo tipo de energia. Precisamos fortalecer o setor, trazer novas tecnologias que causem menos impacto ambiental. Resumindo: o governo entende que deve incentivar a política e criar um conselho estadual de Minas e Energia e vincular isso a uma secretaria específica. Estamos em tempo de propor isso na reforma administrativa para que possamos contemplar a atividade e manter esse segmento na pauta do governo”, afirmou Moisés, acrescentando que o conselho deve ser paritário, com a participação de representantes do Governo e do setor produtivo.
Durante o encontro, o presidente da Associação Brasileira do Carvão Mineral, Fernando Luiz Zancan, fez uma explanação ao governador e ao secretário da Fazenda, Paulo Eli, sobre os desafios no curto, médio e longo prazo. Atualmente, Santa Catarina produz aproximadamente sete milhões de toneladas de carvão e o setor carbonífero gera cerca de 20 mil empregos diretos e indiretos no Estado.
“Foi uma reunião extremamente produtiva. O governador foi bastante positivo no sentido de imediatamente procurar estruturar um conselho que venha orientar as políticas públicas, ligando os três estados do Sul, que têm o carvão como seu principal elo de ligação no setor de energia”, destacou Zancan.

[conteudo] =>

O Governo de Santa Catarina estuda criar um conselho executivo para debater a questão energética. A novidade foi anunciada pelo governador Carlos Moisés após uma audiência com representantes da indústria carbonífera do Sul do Estado. A criação do grupo pode ser incluída no projeto de reforma administrativa a ser enviado à Assembleia Legislativa. Segundo o governador, a iniciativa é necessária para manter o setor na pauta governamental.
“Entendemos que é preciso estabelecer políticas públicas para o setor carbonífero, mas não só para ele e, sim, para todo tipo de energia. Precisamos fortalecer o setor, trazer novas tecnologias que causem menos impacto ambiental. Resumindo: o governo entende que deve incentivar a política e criar um conselho estadual de Minas e Energia e vincular isso a uma secretaria específica. Estamos em tempo de propor isso na reforma administrativa para que possamos contemplar a atividade e manter esse segmento na pauta do governo”, afirmou Moisés, acrescentando que o conselho deve ser paritário, com a participação de representantes do Governo e do setor produtivo.
Durante o encontro, o presidente da Associação Brasileira do Carvão Mineral, Fernando Luiz Zancan, fez uma explanação ao governador e ao secretário da Fazenda, Paulo Eli, sobre os desafios no curto, médio e longo prazo. Atualmente, Santa Catarina produz aproximadamente sete milhões de toneladas de carvão e o setor carbonífero gera cerca de 20 mil empregos diretos e indiretos no Estado.
“Foi uma reunião extremamente produtiva. O governador foi bastante positivo no sentido de imediatamente procurar estruturar um conselho que venha orientar as políticas públicas, ligando os três estados do Sul, que têm o carvão como seu principal elo de ligação no setor de energia”, destacou Zancan.

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2019-03-06 17:20:04 [dt_sistema] => 2019-03-06 17:20:04 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Estado pode criar política para o setor carbonífero

04/03/2019

Sul Notícias

O Governo de Santa Catarina estuda criar um conselho executivo para debater a questão energética. A novidade foi anunciada pelo governador Carlos Moisés após uma audiência com representantes da indústria carbonífera do Sul do Estado. A criação do grupo pode ser incluída no projeto de reforma administrativa a ser enviado à Assembleia Legislativa. Segundo o governador, a iniciativa é necessária para manter o setor na pauta governamental.
“Entendemos que é preciso estabelecer políticas públicas para o setor carbonífero, mas não só para ele e, sim, para todo tipo de energia. Precisamos fortalecer o setor, trazer novas tecnologias que causem menos impacto ambiental. Resumindo: o governo entende que deve incentivar a política e criar um conselho estadual de Minas e Energia e vincular isso a uma secretaria específica. Estamos em tempo de propor isso na reforma administrativa para que possamos contemplar a atividade e manter esse segmento na pauta do governo”, afirmou Moisés, acrescentando que o conselho deve ser paritário, com a participação de representantes do Governo e do setor produtivo.
Durante o encontro, o presidente da Associação Brasileira do Carvão Mineral, Fernando Luiz Zancan, fez uma explanação ao governador e ao secretário da Fazenda, Paulo Eli, sobre os desafios no curto, médio e longo prazo. Atualmente, Santa Catarina produz aproximadamente sete milhões de toneladas de carvão e o setor carbonífero gera cerca de 20 mil empregos diretos e indiretos no Estado.
“Foi uma reunião extremamente produtiva. O governador foi bastante positivo no sentido de imediatamente procurar estruturar um conselho que venha orientar as políticas públicas, ligando os três estados do Sul, que têm o carvão como seu principal elo de ligação no setor de energia”, destacou Zancan.

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351